Publicado 19 de Dezembro de 2020 - 12h33

Por Gustavo Magnusson/AAN

Fabinho Moreno não quer fazer projeções de longo prazo:

Álvaro Júnior/Ponte Press

Fabinho Moreno não quer fazer projeções de longo prazo: "Não adianta ficar pensando em janeiro se a gente não alcançar a primeira vitória"

Com o objetivo de quebrar a sequência negativa de três derrotas consecutivas, a Ponte Preta tenta surpreender o Confiança hoje, às 19h, no estádio Lourival Baptista, em Aracaju, pela 30ª rodada da Série B.

Vivendo a sua pior fase em todo o campeonato, a Macaca tenta dar o primeiro passo rumo a repetir a incrível reta final de 2018. Na ocasião, sob o comando do técnico Gilson Kleina, a arrancada começou justamente a nove rodadas do fim e terminou com 23 pontos conquistados de 27 possíveis. O acesso, no entanto, escapou após empate com o Avaí em confronto direto na última rodada. Se reeditar aquele aproveitamento de 85%, a Ponte chegaria a 63 pontos e muito provavelmente conquistaria o acesso. Nesta altura do campeonato há dois anos, a Macaca tinha 37 pontos, três a menos do que os atuais 40.

“Nenhum maratonista começa a prova pensando nos mais de 40 quilômetros que tem pela frente, mas no primeiro quilômetro. Temos que conseguir esses primeiros três pontos e jogo a jogo pensar naquilo que o campeonato vai nos apresentando. Não adianta ficar pensando em cenários para janeiro se a gente não alcançar a primeira vitória e ficar parado onde está”, pede o coordenador técnico Fabinho Moreno, que comandará a equipe de forma interina até o fim da Série B, com o auxiliar Sandro Forner.

Para o duelo de hoje diante do Confiança, Moreno não poderá contar com o zagueiro Ruan Renato, expulso na derrota para o Operário. O atacante Bruno Rodrigues também é baixa confirmada, já que tomou o terceiro cartão amarelo em Ponta Grossa. Ele foi advertido depois do apito final, por motivo de reclamação.

"Sentimos indignação pelos resultados recentes, mas estamos focados em fazer diferente. Pode acreditar que a gente vai dar o melhor para reverter e lutar pelo acesso", garante o meia Camilo, que usa como inspiração a reação da Ponte Preta no Paulista, saindo da lanterna para jogar a semifinal. "É difícil falar em milagre porque eu acredito muito no trabalho que foi feito para a recuperação no Paulista. Sair sempre atrás do placar está nos incomodando, esperamos que isso possa ser diferente nessas nove finais que temos pela frente", completa o meia de 34 anos.

Um ponto atrás da Ponte Preta, o Confiança também vem de três derrotas consecutivas, a última delas sofrida para o Guarani.

A Macaca não disputa uma partida oficial em Sergipe desde 2013, quando eliminou o Itabaiana com vitória por 3 a 0 na Copa do Brasil. 

CONFIANÇA

Rafael Santos; Thiago Ennes, Luan, Nirley, Matheus Mancini e Djalma; Madison (Amaral), Guilherme Castilho, Everton e Djalma Silva; Reis e Renan Gorne. Técnico: Daniel Paulista.

PONTE PRETA

Ygor Vinhas; Apodi, Alisson, Wellington Carvalho e Guilherme Lazaroni; Luís Oyama, Neto Moura e Camilo; Guilherme Pato (Luan Dias), Moisés e João Veras. Técnico: Fabinho Moreno.

Local: Est. Lourival Baptista.

Horário: 19h.

Juiz: Emerson de Almeida Ferreira (MG).

 

 

 

Escrito por:

Gustavo Magnusson/AAN