Publicado 16 de Dezembro de 2020 - 14h51

Por Carlos Rodrigues

O técnico Felipe Conceição conversa com o elenco do Guarani no gramado do Brinco de Ouro, palco da partida de hoje à noite contra o Confiança

Thomaz Marostegan/Guarani FC

O técnico Felipe Conceição conversa com o elenco do Guarani no gramado do Brinco de Ouro, palco da partida de hoje à noite contra o Confiança

Após perder um pouco de contato com o G4 na derrota para o Brasil de Pelotas, o Guarani quer se recuperar imediatamente para não complicar o sonho do acesso e, a partir de hoje, terá uma sequência que pode ser considerada decisiva nessa reta final de Série B. A partida contra o Confiança, às 19h15, será a primeira de quatro que o Bugre fará no Estádio Brinco de Ouro nas próximas cinco rodadas e a equipe aposta no ótimo retrospecto recente como mandante para aproveitar o fator casa e seguir firme em busca do objetivo.

Depois do duelo com os sergipanos, o Bugre recebe o Figueirense no domingo e depois sai para enfrentar o Sampaio Corrêa no último compromisso de 2020. Já no ano que vem, faz mais dois jogos em seus domínios — primeiro com o América-MG e na sequência o Dérbi diante da rival Ponte Preta. Com o time embalado e vindo de sete vitórias consecutivas em seu estádio, o meia Murilo Rangel admite o peso que essa sequência pode ter para o futuro bugrino no campeonato.

"Ter esses jogos em casa é muito importante para os nossos objetivos. Serão partidas difíceis, mas a gente tem um padrão de jogo e vem mostrando força dentro de casa", afirma. "A responsabilidade é grande, mas é uma responsabilidade que nós criamos. Se estamos falando de retrospecto e da quantidade de jogos que estamos invictos, foi porque criamos isso. E temos condição e potencial para manter essa boa sequência".

O jogo de hoje também opõe adversários que estão em situação parecida na tabela, separados por apenas um ponto. Esse cenário, aliás, será recorrente para o Guarani nas últimas dez rodadas, com vários confrontos diretos.

"Já começa pelo Confiança que está próximo a nós e precisamos entrar muito fortes e ligados para vencermos esses confrontos e alcançarmos nosso objetivo", destaca Rangel. "Eu prefiro jogos assim porque são equipes que também tentam propor o jogo. Estamos cientes do que vamos enfrentar para não sermos surpreendidos".

Diante do tempo reduzido para preparar a equipe por conta da proximidade entre as partidas, o técnico Felipe Conceição mal teve a possibilidade de trabalhar alternativas. Como não tem novos desfalques - as baixas seguem sendo os atacantes Junior Todinho e Waguininho -, o treinador até tem a possibilidade de repetir a escalação. Existe, no entanto, uma dúvida por conta das más atuações recentes de Giovanny, que pode perder lugar no time titular e ser substituído por Renanzinho.

GUARANI

Gabriel Mesquita; Cristovam, Walber, Didi e Bidu; Bruno Silva; Pablo, Lucas Crispim, Murilo Rangel e Giovanny (Renanzinho); Bruno Sávio. Técnico: Felipe Conceição.

CONFIANÇA

Rafael Santos; Thiago Ennes, Nirley, Matheus Mancini e Djalma Silva; Serginho, Rafael Villa, Guilherme Castilho e Everton (Ari Moura); Reis e Renan Gorne. Técnico: Daniel Paulista.

Local: Estádio Brinco de Ouro. Horário: 19h15.

Juiz: Grazianni Maciel Rocha (RJ).

Escrito por:

Carlos Rodrigues