Publicado 20 de Dezembro de 2020 - 9h17

Por AFP

Alemanha e Finlândia repatriaram do norte da Síria cinco mulheres, algumas delas exigidas por pertencer ao grupo Estado Islâmico (EI), e 18 crianças, anunciou o governo alemão neste domingo (20).

O ministro alemão das Relações Exteriores, Heiko Maas, descreveu esta operação conjunta, realizada no sábado com um avião fretado, como operação "humanitária".

Entre as crianças, incluindo órfãos, há várias que estão doentes, o que tornava o repatriamento "muito necessário", acrescentou.

A Alemanha repatriou três mulheres e doze crianças, e a Finlândia seis crianças e duas mulheres, segundo o Ministério das Relações Exteriores alemão.

De acordo com vários meios alemães, o grupo residia em um campo de refugiados controlado pelos curdos no norte da Síria.

ylf/pz/mis/zm/aa

Escrito por:

AFP