Publicado 17 de Dezembro de 2020 - 18h07

Por AFP

A polícia da Guatemala destruiu cerca de 10,6 milhões de plantas de papoula no altiplano ocidental indígena do país, perto da fronteira com o México, informaram as autoridades nesta quinta-feira (17).

As plantações de papoula, matéria-prima para elaborar heroína e ópio, estavam semeadas em 414 campos que ocupavam uma superfície de 245,170 metros quadrados em uma dezena de comunidades rurais do departamento (estado) fronteiriço de San Marcos, disse a jornalistas Jorge Aguilar, porta-voz da Polícia Nacional Civil.

O porta-voz explicou que as erradicações começaram na segunda-feira, principalmente no município montanhoso de Tajumulco, e o valor das 10.667.956 plantas chega a 34 milhões de dólares.

Aguilar acrescentou que na operação também foram destruídos 70 pés de maconha, mas não foram reportadas capturas.

Centenas de famílias pobres do oeste e do norte do país cultivam maconha e papoula, devido à falta de emprego e outros meios de subsistência na região.

hma/mav/dga/mvv

Escrito por:

AFP