Publicado 17 de Dezembro de 2020 - 15h57

Por AFP

A cultura da sauna na Finlândia, ritual que a população cumpre pelo menos uma vez por semana, entrou nesta quinta-feira (17) na lista de Patrimônio Imaterial da Humanidade, feita pela Unesco.

"A cultura da sauna na Finlândia faz parte da vida da maioria da população e significa muito mais que o simples ato de banhar-se", disse a instituição em um comunicado.

Com cerca de três milhões de saunas para 5,5 milhões de habitantes, representa um ritual que existe há centenas de anos.

Onipresente em casas, apartamentos e piscinas, elas atraem finlandeses de todas as idades para expulsar o estresse.

Ao longo dos anos, a sauna também se tornou uma ferramenta diplomática, para qual os líderes finlandeses convidavam regularmente seus colegas.

Durante a Guerra Fria, o presidente Urho Kekkonen, precursor da "diplomacia da sauna", negociava nu (fiel ao costume finlandês) com os diplomatas soviéticos.

No inverno, a sauna geralmente é seguida por um mergulho nas águas geladas de um dos 180 mil lagos que cobrem o país, outro ritual que, segundo muitos adeptos, melhora a saúde e o bem-estar mental.

A palavra "sauna" é uma das poucas do idioma finlandês que é utilizada em nível internacional. Segundo algumas fontes, originalmente seu nome é uma referência às pedras quentes sobre a água lançada para criar o vapor.

sgk/hdy/map/hba/mab/mb/gf/aa

Escrito por:

AFP