Publicado 17 de Dezembro de 2020 - 10h17

Por Estadão Conteúdo

Um dos filmes mais aguardados neste ano atípico, Mulan está disponível no Disney+, após ter sua entrada no mercado adiada por várias vezes. Essa é a versão live action da animação de 1998 e conta uma história familiar, de bravura e superação de obstáculos.

A história é seguida quase que à risca da clássica animação, que conquistou públicos de várias idades, e ainda é uma boa diversão. No entanto, alguns personagens fazem falta, principalmente para dar um pouco mais de graça ao longo da trama. Além disso, quem conhece e gosta de ver e rever a animação sente algumas mudanças no roteiro. Para os mais radicais, isso faz com que perca um pouco o charme da história, mas nada que desanime. São detalhes que, no original, dão um ritmo que fica diferente no filme.

Mas o longa é ágil, tem linda fotografia e efeitos, e faz a gente nem perceber o passar do tempo. Dirigido por Niki Caro, conta como a jovem Mulan (Liu Yifei), contrariando os costumes chineses, decide tomar o lugar de seu pai no exército, para defender o imperador e seu país. Mas essa será uma missão muito perigosa, porque mulheres não podem assumir esse papel e, para conseguir levar adiante seu plano, precisa se passar por homem. Fora isso, terá de lutar contra a bruxa vivida por Gong Li.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo