Publicado 17 de Dezembro de 2020 - 6h57

Por AFP

A polícia japonesa anunciou nesta quinta-feira que enviou à Promotoria o processo de um homem que assediou nas redes sociais uma jovem participante de um "reality show", cujo suicídio em maio teve repercussão internacional.

O suspeito será investigado em conexão com a morte de Hana Kimura, de 22 anos, que participou do reality show "Terrace House", exibido no Japão pelo canal Fuji e ao redor do mundo pela Netflix, no qual seis jovens viviam juntos diante das câmeras.

O homem não foi detido até o momento e sua identidade permanecerá confidencial à espera da decisão do MP sobre a possível acusação de insulto público, informou uma fonte da polícia de Tóquio à AFP.

"O suspeito enviou mensagens à vítima em uma rede social no mês de maio, incluindo "Sua personalidade é horrível", "Vale a pena viver sua vida?" ou "Hey, hey, quando você vai morrer?"", disse a fonte.

Embora muito popular com o público, a lutadora profissional Hana Kimura também recebeu muitos insultos nas redes sociais, de acordo com a imprensa japonesa.

O reality show foi cancelado depois da morte de Hana.

hih/mac/etb/fio/pc/zm/fp

NETFLIX

Escrito por:

AFP