Publicado 16 de Dezembro de 2020 - 20h47

Por AFP

Os organizadores da Fórmula 1 confirmaram nesta quarta-feira que o circuito de Interlagos continuará a ser palco da corrida da categoria no Brasil até 2025.

A cidade do Rio de Janeiro havia demonstrado interesse em sediar as provas da principal modalidade de automobilismo mundial, mas a proposta para construir um novo autódromo numa área cedida pelo Exército no bairro de Deodoro (zona oeste da cidade) encontrou oposição de ambientalistas, que protestaram contra o desmatamento da Floresta do Camboatá, que teria que ser feito para acomodar o projeto.

"Temos o prazer de anunciar que a cidade de São Paulo continuará a sediar o Grande Prêmio do Brasil até 2025 e esperamos trabalhar com nosso novo promotor nos próximos anos", disse Chase Carey, executivo-chefe da Fórmula 1.

"Brasil é um mercado muito importante para a Fórmula 1, com fãs dedicados e uma longa história no esporte. A corrida no Brasil sempre foi um destaque para nossos fãs, pilotos e nossos parceiros e estamos ansiosos para proporcionar aos fãs da Fórmula 1 uma corrida emocionante em Interlagos em 2021 e nos próximos cinco anos", acrescentou o dirigente.

O heptacampeão mundial Lewis Hamilton foi um dos principais adversários do projeto de construção do circuito carioca.

Interlagos estreou no calendário da F1 em 1973 (no ano anterior havia sediado uma prova exibição), recebendo os carros da categoria até 1977. Depois de uma prova disputada em 1978 no Rio de Janeiro, a corrida voltou para São Paulo no ano seguinte, ficando até 1980. De 1981 a 1989, o antigo autódromo de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, voltou a ser palco dos grandes prêmios. Mas a partir de 1990, a pista paulista retomou a realização da competição.

Com este novo contrato com Interlagos, as provas realizadas de 2021 a 2025 passam a se chamar Grande Prêmio de São Paulo.

dj/iga/dr/lca

Escrito por:

AFP