Publicado 16 de Dezembro de 2020 - 17h47

Por Estadão Conteúdo

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, afirmou que os estímulos monetários adotados pelo banco central americano, com destaque para o programa de relaxamento quantitativo, "estão na dose correta." Contudo, ele ressaltou que caso seja necessário, "podemos expandir ainda mais nosso programa de compras de ativos".

Ele reiterou a importância de que os gastos públicos continuem a ajudar na recuperação da economia dos EUA. "É preciso mais apoio fiscal, mas é um trabalho do Congresso e não posso julgar", comentou.

De acordo com Powell, os setores da economia americana sensíveis a corte de juros, como o de automóveis, apresentam um bom desempenho.

Na sua avaliação, haverá um "número significativo" de pessoas vacinadas nos EUA entre o primeiro e segundo trimestres de 2021, o que ajudará de forma substancial a economia do país a apresentar um forte avanço no segundo semestre do próximo ano.

Ele fez os comentários em entrevista coletiva virtual, após decisão de política monetária da instituição.

Escrito por:

Estadão Conteúdo