Publicado 16 de Dezembro de 2020 - 16h20

Por AFP

Robert Lewandowski acredita que irá receber nesta quinta-feira o prêmio "The Best" da Fifa de melhor jogador do ano, pelo qual compete com Leo Messi e Cristiano Ronaldo, por conta dos 55 gols que fez pelo Bayern de Munique na última temporada.

"Fomos os melhores, não há dúvida disso", disse Lewandowski na véspera da cerimônia de premiação na sede da entidade que comanda o futebol mundial em Zurique.

Depois de uma temporada "em que marquei muitos gols e ganhei tudo, acho que não há ninguém com quem eu possa me comparar", acrescentou o atacante de 32 anos.

O Bayern conquistou na temporada 2019-2020 o Campeonato Alemão, a Copa da Alemanha e a Liga dos Campeões, com Lewandowski sendo artilheiro em todas as três competições.

O polonês já foi eleito o melhor jogador da Alemanha e da Europa na temporada passada.

O croata Luka Modric,vencedor do "The Best" em 2018, é o único jogador a quebrar a hegemonia de Messi-Cristiano desde 2008.

Será que o atacante polonês, cujo companheiro de equipe Thomas Müller o apelidou de "LewanGOALski, poderá inscrever seu nome entre os maiores?

"Ninguém merece tanto quanto Robert", disse o técnico do Bayern, Hansi Flick, que concorre ao prêmio de técnico do ano ao lado de Marcelo Bielsa e Jurgen Klopp.

O capitão da equipe alemã, Manuel Neuer, que está entre os indicados ao prêmio de melhor goleiro juntamente com Jan Oblak e Alisson Becker, disse que Lewandowski é "único".

"Estou muito feliz por tê-lo no meu time e não ter que jogar contra ele", brincou.

Mas Lewandowski confessou que não ficará surpreso se na quinta-feira Messi for o vencedor: "Teremos de esperar 100 anos para nascer alguém como ele".

SID-ryj/nr/iga/psr/lca

Escrito por:

AFP