Publicado 16 de Dezembro de 2020 - 10h17

Por AFP

O papa Francisco deseja que os católicos tenham um Natal "mais autêntico" e principalmente menos consumista, devido às dificuldades causadas pelo coronavírus em todo o mundo.

"Neste ano, restrições e dificuldades nos aguardam. Lembremos o Natal da Virgem Maria e de São José: não foram rosas nem flores. Quantas dificuldades!", lembrou o líder dos católicos no fim da audiência geral desta quarta-feira (16) realizada sem fiéis na biblioteca do palácio apostólico.

"Que as dificuldades nos ajudem a purificar um pouco a forma de viver o Natal, de festejar, saindo do consumismo, que seja mais religioso, mais autêntico, mais verdadeiro", pediu.

O papa Francisco, que faz 84 anos em 17 de dezembro, pediu para dedicar "mais tempo à oração" e pedir "uns pelos outros, especialmente pelos que mais sofrem".

O pontífice argentino teve que adiantar em duas horas a tradicional missa de Natal de 24 de dezembro, para adequar-se ao toque de recolher em vigor na Itália pelo coronavírus.

A participação na missa de fiéis na basílica de São Pedro também será "muito limitada", tal como exigem as autoridades italianas para evitar a propagação do vírus.

kv/zm/aa

Escrito por:

AFP