Publicado 16 de Dezembro de 2020 - 10h17

Por AFP

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, denunciou, nesta quarta-feira (16), as sanções dos Estados Unidos à Turquia por ter comprado um sistema de defesa aérea russo e as classificou de ataque à "soberania" de seu país.

"Que tipo de aliança é essa? Esta decisão é um ataque direto à nossa soberania", disse ele em um discurso, referindo-se ao fato de que tanto a Turquia quanto os Estados Unidos pertencem à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

"Isso é um pretexto. O verdadeiro objetivo é deter o impulso do nosso país na indústria de defesa e nos tornar completamente dependentes", denunciou.

Segundo Erdogan, Ancara optou pelos mísseis russos por falta de acordo com Washington para comprar o equivalente americano desse sistema ultrassofisticado, o Patriot.

"Há muito tempo, a Turquia superou o ponto em que teria sido obstaculizada por esse tipo de sanção", acrescentou Erdogan, em um tom desafiador.

"Vamos redobrar nossos esforços para que nossa indústria de defesa seja independente", frisou.

A compra, por parte de Ancara, do sistema russo de defesa aérea S-400 vem deteriorando as relações com Washington nos últimos anos.

Os Estados Unidos sustentam que esses mísseis são incompatíveis com os sistemas de defesa da Otan, da qual Ancara é membro, assim como Washington.

bg/ezz/pc/zm/mab/zm/tt

Escrito por:

AFP