Publicado 17 de Novembro de 2020 - 6h22

Adilson Roberto Gonçalves, pesquisador, Campinas.

DIVULGAÇÃO

Adilson Roberto Gonçalves, pesquisador, Campinas.

Em muitas cidades haverá segundo turno, mas em Campinas Jonas Donizette ganhou. Fato marcante é que Dário Saadi e Rafa Zimbaldi juntos não somam 50% dos votos válidos, ou seja, a maioria da população não quis nem um, nem outro no primeiro turno. Na Câmara, a renovação foi evidente. Chama a atenção a reeleição da campeã de votos Mariana Conti, que obteve 56% a mais de votos em relação a 2016. No entanto, os eleitos para o Legislativo Municipal correspondem a cerca de 35% da escolha do eleitor, considerando os votos nominais e nos partidos (bem baixo desta vez, cerca de 7%). O segundo turno servirá tanto para a escolha entre os dois mais votados quanto à composição prévia com os vereadores, dos quais 30% atrelaram a seus nomes a profissão ou local de trabalho.

Adilson Roberto Gonçalves, pesquisador, Campinas.