Publicado 17 de Novembro de 2020 - 10h22

Por Henrique Hein

Nevoeiro no céu de Campinas na manhã de ontem: frente fria só deve perder a força na sexta-feira

Matheus Pereira/AAN

Nevoeiro no céu de Campinas na manhã de ontem: frente fria só deve perder a força na sexta-feira

Depois de um fim de semana de muito sol e calor, mudanças no tempo estão previstas para os próximos dias em ao menos sete estados brasileiros, entre eles o de São Paulo. Assim, pode ser que ocorram chuvas fortes com grandes volumes, queda de temperatura e rajadas de vento. Entre amanhã e quinta-feira o tempo seguirá bastante instável em São Paulo e a população deve ficar atenta, pois a mudança no clima pode provocar transtornos, segundo informações do site Climatempo.

A frente fria avança amanhã em alto mar da costa de São Paulo e se posiciona entre a costa do Rio de Janeiro e do Espírito Santo no final do dia. Com isso, as pancadas de chuva devem acontecer com forte intensidade nos três estados. Além disso, com a entrada dos ventos frios de uma massa de ar polar, as temperaturas vão cair ao longo da semana. Temperaturas máximas em torno dos 20 graus devem ser registradas. 

Na quinta-feira, a frente fria se posiciona na altura do estado do Espírito Santo e a circulação atmosférica favorece ainda a formação de muitos núcleos de chuva forte entre o Mato Grosso, Goiás, o Distrito Federal, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e também no território capixaba. Há risco de temporais, chuva volumosa, ventania e raios em todas essas regiões. Nos grandes centros urbanos há risco de alagamentos e, devido aos acumulados de chuva, o risco de transbordamento de córregos e rios fica elevado.

Na sexta-feira, a frente fria perde força em São Paulo e passa a atuar em áreas mais restritas, entre o Nordeste de Minas Gerais e o sul da Bahia, o que deve favorecer a ocorrência de grandes áreas de instabilidade no interior das regiões Norte e Nordeste, entre os estados do Tocantins, Piauí, Bahia e o extremo oeste de Pernambuco. Nessas localidades, a chuva deve acontecer com forte intensidade, principalmente entre a sexta-feira e o domingo, e deve ocorrer de forma persistente pelo menos até segunda-feira.

Escrito por:

Henrique Hein