Publicado 16 de Novembro de 2020 - 9h09

Por Francisco Lima Neto/AAN

Gustavo Reis comemora a conquista em Jaguariúna, depois de conseguir 49,24% dos votos válidos (14.888), contra 40,40% (12.216 ) do segundo colocado no pleito de ontem

Divulgação

Gustavo Reis comemora a conquista em Jaguariúna, depois de conseguir 49,24% dos votos válidos (14.888), contra 40,40% (12.216 ) do segundo colocado no pleito de ontem

A Região Metropolitana de Campinas (RMC) tinha 11 prefeitos na disputa pela reeleição ao cargo. Até a meia-noite de ontem, com a apuração ainda em andamento — por conta de uma lentidão no sistema no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) —, sete deles conseguiram mais quatro anos de mandato.

Até a finalização desta edição, Hamilton Bernardes (DEM), prefeito de Pedreira, foi reeleito com 36,62% dos votos, com 100% das urnas totalizadas; Angelo Perugini (PDT), de Hortolândia, foi reeleito com 52,05% dos votos, com 100% das urnas apuradas; Nilson Gaspar (MDB), de Indaiatuba, foi reeleito com 60,35%, com 99,77% das seções totalizadas; Du Cazellato (PL), de Paulínia, foi reeleito com 48,19%, com 100% das urnas apuradas; Gustavo Reis (MDB), de Jaguariúna, conseguiu 49,24%, com 100% dos votos apurados; Luis Dalben (Cidadania), de Sumaré, conseguiu 60,70% dos votos, com 99,58% das urnas totalizadas; e Marco Antonio de Oliveira (PSD), de Morungaba, tinha 74,66% com 82,14% das urnas apuradas.

Já Ivan Vicensotti (PSB), de Artur Nogueira, não conseguiu a reeleição. Ele ficou em segundo lugar, com 22,51% dos votos, já com 100% das urnas apuradas. Quem levou a disputa foi Lucas Sia (PSD), com 40% dos votos. Outro prefeito que não teve resultado positivo foi José Pivato (PTB), de Cosmópolis, que ficou em terceiro lugar, com 20,42% dos votos. Quem se elegeu foi Junior Felisbino (PP), com 47,15%. Douglas Augusto de Oliveira (DEM), de Itatiba, aparecia em segundo lugar, com 36,39%, colado em Thomas de Oliveira (PSDB), com 37,46%, com 97,63% das urnas apuradas. Orestes Previtale (DEM), de Valinhos, estava em 3º lugar com 16,92%, Capitã Lucimara (PSD) seguia na liderança, com 22,70%, seguida por Alexandre Tonetti (PDT), com 17,21%, com 95,82% das urnas finalizadas.

Os demais prefeitos das nove cidades restantes já cumpriram dois mandatos consecutivos e, por isso, não podiam se candidatar, como é o caso dos prefeitos de Campinas, Vinhedo, Americana, Nova Odessa, Monte Mor, Engenheiro Coelho, Holambra e Santa Bárbara d´Oeste. Já o prefeito de Santo Antonio de Posse, Norberto Oliverio (PSD), decidiu abandonar a vida política e não concorrer à reeleição.

Americana elegeu Chico Sardelli (PV), com 36,19% dos votos. Maria Giovana (PDT) ficou na segunda colocação com 26,74%. Zé Edivaldo Alves de Miranda (PSB) foi eleito prefeito de Engenheiro Coelho, com 36,44% dos votos. José Lopes (Podemos) ficou em segundo, com 25,53%.

Holambra elegeu Fernando Capato (PSD) com 66,34% dos votos. Na segunda posição ficou Cido Urso (Podemos), com 25,54%. Em Monte Mor saiu vitorioso Edivaldo Brischi, com 27,69% dos votos. Em segundo, Murilo Rinaldo (DEM) com 26,57%. Em Nova Odessa, com 99,17% das urnas apuradas, Claudio José Schooder, o Leitinho (PSD), foi eleito com 39,67% dos votos. Em segundo ficou José Lourenço Alvarenga (PSDB), com 33,45%. Santa Bárbara d'Oeste elegeu Rafael Piovezan (PV), com 43,15%. Em segundo Lugar ficou José Antonio Ferreira (PSD), com 42,34%. Santo Antonio de Posse elegeu João Leandro Lolli (DEM) com 48,73% dos votos. Em segundo, ficou Ricardo Cortez (MDB), com 41,08%.

Escrito por:

Francisco Lima Neto/AAN