Publicado 19 de Novembro de 2020 - 8h18

Por AFP

O bloqueio do Plano de Recuperação Europeu por parte de Hungria e Polônia "afeta negativamente toda União Europeia", lamentou o primeiro-ministro romeno, Ludovic Orban, em uma entrevista à AFP, poucas horas antes de uma cúpula da UE.

"É do interesse de todos que o plano de recuperação seja aprovado o mais rápido possível, porque todos os cidadãos húngaros se beneficiarão dele, assim como todos os cidadãos de qualquer outro país", destacou.

O plano de recuperação econômica pós-pandêmica é de 750 bilhões de euros (cerca de 880 bilhões de dólares).

"A mensagem é simples: que o respeito das normas do Estado de Direito é uma garantia para todos os contribuintes de que o dinheiro será gasto corretamente, no interesse público", afirmou Ludovic Orban.

Ele disse estar confiante em que um acordo poderá ser alcançado.

"Acredito que chegaremos o mais rápido possível a um acordo que se ajuste à opinião predominante na UE", acrescentou.

mr/anb/oaa/mab/mar/tt

Escrito por:

AFP