Publicado 18 de Novembro de 2020 - 9h15

Por AFP

A influenza aviária, transmitida por aves migratórias para as aves domésticas, a peste suína, que devastou a Ásia e está presente no Leste Europeu, e a covid-19, que força o abate de milhões de visons na Dinamarca, são as três grandes epidemias de animais que atingem a Europa neste momento.

Essa é a situação de cada uma delas, segundo as autoridades sanitárias:

Pergunta: Quantos países na Europa são afetados pela influenza aviária?

Resposta: Desde que o primeiro caso foi detectado em uma granja na Holanda em 17 de outubro, a plataforma europeia ESA de epidemiovigilância localizou focos de H5 altamente patogênico no Reino Unido, Alemanha, Holanda, Irlanda e Dinamarca. A Suécia também anunciou na terça-feira que detectou um primeiro surto em uma fazenda de perus.

No total, 158 casos de aves selvagens doentes foram confirmados.

Na França, o primeiro surto foi registrado na ilha da Córsega na segunda-feira. Todo país corre um risco "elevado". Isso implica o confinamento de aves, a proibição de feiras, a liberação de aves aquáticas de caça, ou "chamarizes" para a fauna silvestre. A Bélgica também confinou suas aves.

"Vemos que a pressão está se aproximando. Três meses atrás, aves afetadas por um vírus patogênico, migrando do círculo polar, foram encontradas na Rússia e no Cazaquistão, depois se aproximaram da costa do Mar do Norte para passar o inverno. Algumas descem mais ao sul, para a Espanha", explica à AFP François Landais, veterinário da Arzac, perto da fronteira franco-espanhola.

"Teremos que ter muito cuidado para proteger a cria das aves, quando os pássaros retornarem para o norte, em março-abril", alerta.

O vírus, que é transmitido pelas vias respiratória, ou digestiva através das fezes, não tem tratamento nem vacina. É combatido aplicando medidas de biossegurança, que incluem confinamento, controle de entrada e saída de incubatórios e desinfecção de veículos.

O consumo de carne, de foie gras, ou de ovos de aves, não representa nenhum risco para o ser humano. Mas sua exportação pode ser bloqueada, se as granjas forem afetadas.

P: A influenza aviária é transmitida aos humanos?

R: "A peste suína e a influenza aviária são epizootias, e não zoonoses: não são transmissíveis aos humanos", assegura o veterinário-chefe e diretor-geral adjunto de alimentos (DGAL) do Ministério da Agricultura da França, Loïc Evain.

Por essa razão, a Agência Nacional de Segurança Sanitária (Anses) chama a infecção de aves neste outono de "influenza", reservando o termo usual "gripe aviária" para infecções humanas por vírus de origem aviária.

Escrito por:

AFP