Publicado 16 de Novembro de 2020 - 19h36

Por AFP

A França emitiu uma ordem de prisão em seu território contra um narcotraficante francês, acusado do assassinato de um compatriota seu na Venezuela e que não se apresentou à Justiça no início da audiência na segunda-feira (16) na corte de Essonne, 60 km ao sul de Paris.

Condenado a 30 anos de prisão em primeira instância, Ugo Marchic, um narcotraficante muito influente que usa várias identidades diferentes, deveria ser julgado em um tribunal de apelação a partir desta segunda-feira, mas não se apresentou à Justiça.

Ele compareceria livre por um problema administrativo que fez com que fosse libertado sob o controle judicial há alguns dias, disse o advogado dos acusados Vincent Ollivier à AFP.

Apesar de sua ausência, o julgamento acontecerá.

A Justiça francesa suspeita que Ugo Marchic assassinou em abril de 2012 Paul Wolnermn, um francês que havia se mudado para Venezuela. Seu corpo foi encontrado esquartejado em uma praia próxima à marina de Puerto La Cruz, ao leste de Caracas.

A polícia venezuelana rapidamente rastreou Marchic, que na época era o homem de confiança de Paul Wolnermn e se autodenominava Marco Ferrari.

Marchic havia sido condenado em 2001 à revelia por tráfico internacional de drogas na França. Sua rede, desmantelada em 1996, fornecia cocaína para a Europa, principalmente França e Itália.

Ugo Marchic nega ter assassinado Wolnerman.

ola/meb/pc/gf/aa/mvv

Escrito por:

AFP