Publicado 16 de Novembro de 2020 - 19h25

Por AFP

Wall Street fechou em forte alta nesta segunda-feira (16), com recordes do Dow Jones Industrial Average e do S&P 500, impulsionados pelo anúncio da Moderna de que sua vacina contra a covid-19 tem eficácia de 94,5%.

O Dow Jones subiu 1,60%, a 29.950,44 pontos, superando o máximo anterior, registrado em fevereiro.

O índice ampliado S&P 500 se valorizou 1,16%, a 3.626,91 unidades, superando seu recorde de sexta-feira passada.

O Nasdaq, predominantemente tecnológico, subiu 0,80%, a 11.924,13 pontos.

Segundo Art Hogan, da National Securities, "as boas notícias em torno das vacinas e dos tratamentos para o vírus têm sido o principal impulsionador" do mercado nas últimas semanas.

Na segunda-feira passada, as companhias Pfizer e BioNtech anunciaram que a vacina que desenvolvem em conjunto reduziu o risco de se contrair a covid-19 em 90%, impulsionando a bolsa de Nova York.

Estes anúncios dão aos investidores a esperança de que "o retorno à normalidade" está próximo, disse Hogan.

O presidente em fim de mandato, Donald Trump, elogiou o bom desempenho de Wall Street.

"A BOLSA SE APROXIMA DOS 30.000 GRAÇAS ÀS NOTÍCIAS SOBRE A VACINA", tuitou em letras maiúsculas, em alusão ao nível do Dow Jones.

As ações da Moderna saltaram 10%.

Entre os beneficiários desta onda de otimismo estão os setores que dependem do fim da pandemia e da recuperação econômica: United Airlines (+5,16%), a linha de cruzeiros Carnival (+9,74%) e o grupo de hotéis e cassinos MGM Resorts International (+2,36%).

Por outro lado, algumas empresas que ascenderam com as medidas de confinamento e teletrabalho recuaram, caso da plataforma de videoconferências Zoom (-1,19%).

Apesar do otimismo geral do mercado com a esperança de uma vacina, alguns analistas se mostram cautelosos.

"Ainda há muitas preocupações em um momento em que os contágios disparam e cada vez mais estados do país consideram a possibilidade de fechar sua economia", disse JJ Kinahan, da TD Ameritrade.

"O confinamento poderia continuar afetando o mercado e os resultados financeiros de curto prazo", acrescentou.

Vários grupos varejistas devem anunciar seus resultados trimestrais esrta semana, incluindo Walmart (+1,26%), Target (+1,41%) e Home Depot (+0,87%).

Escrito por:

AFP