Publicado 16 de Novembro de 2020 - 12h29

Por AFP

Jay Clayton, designado pelo presidente Donald Trump em 2017 para presidir a SEC, a comissão encarregada de supervisionar os mercados financeiros nos Estados Unidos, anunciou nesta segunda-feira (16) que deixará o cargo no fim do ano.

Os líderes da SEC costumam renunciar ao final de um mandato presidencial. Clayton é uma das primeiras pessoas designadas por Trump que anuncia sua demissão.

Seu sucessor será designado pelo democrata Joe Biden, que assumirá a Casa Branca em 20 de janeiro.

Entre os nomes mencionados pela imprensa americana para liderar a SEC está Gary Gensler, que presidiu a CFTC, a comissão reguladora de futuros e derivados, durante o governo de Barack Obama, e defende uma regulamentação financeira mais estrita.

Também se menciona Preet Bharara, ex-procurador-geral de Manhattan, autor principal de um relatório publicado no início deste ano sobre a necessidade de esclarecer as regras sobre o uso de informações privilegiadas.

jum/yow/llu/aa

TESLA MOTORS

Escrito por:

AFP