Publicado 16 de Novembro de 2020 - 11h55

Por AFP

A nadadora australiana Shayna Jack, integrante da equipe que detém o recorde mundial dos 4x100 metros nado livre, teve sua pena por doping reduzida de quatro para dois anos, segundo determinação divulgada nesta segunda-feira pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

Jack, de 22 anos, foi suspensa por quatro anos após teste positivo para ligandrol, substância que ajuda a ganhar massa muscular, depois de realizar exame em junho de 2019.

O TAS, principal jurisdição esportiva, considerou que é provável que Jak "não tenha ingerido intencionalmente o ligandrol", por isso reduziu sua sanção para dois anos, a contar a partir de 12 de julho de 2019.

Essa redução teoricamente permitirá que ela buxque vaga para os Jogos de Tóquio, que começam no dia 23 de julho de 2021, após um adiamento de um ano devido à pandemia.

gj/bsp/ole/pm/lca

Escrito por:

AFP