Publicado 08 de Outubro de 2020 - 12h28

Por Gustavo Magnusson/AAN

Fabinho Moreno

Ponte Preta / Alvaro Jr

Fabinho Moreno

Após viver um momento conturbado, com troca de treinador e sequência negativa de resultados, a Ponte Preta superou as adversidades, venceu o Dérbi 197 e retornou ao G4 da Série B. Desta forma, o técnico interino Fabinho Moreno cumpriu o objetivo de entregar o comando ao novo treinador Marcelo Oliveira com a melhor atmosfera possível. “A nossa preparação para o Dérbi foi feita com muito estudo, dedicação, usando todas as armas que a gente tinha. O Marcelo não participou da preparação, mas como é muito vencedor já trouxe a sorte dele pra gente. O que eu mais falei para ele era a vontade de deixar um ambiente saudável pra ele ter tranquilidade para trabalhar e fazer as coisas que pensa”, afirmou Fabinho Moreno, primeiro técnico interino que dirigiu a Ponte Preta em um Dérbi desde 1974, quando Ilzo Neri comandou a Macaca no empate por 0 a 0 no Brinco de Ouro, pelo Paulista.

Além disso, a vitória sobre o Guarani também teve um gostinho especial para Fabinho Moreno por motivos familiares. "Meu pai jogou na Ponte e minha mãe é torcedora fanática, então isso também torna essa vitória muito especial. Quando acabou o jogo, passou um filme na cabeça. Acompanhei vários Dérbis ao lado do meu pai e quando cheguei no vestiário já tinha uma mensagem da minha mãe no celular, toda emocionada. É muito mais gratificante vencer um clássico quando você é da casa”, revela Fabinho, filho do meia Robertinho Moreno, revelado na Ponte Preta nos anos 70.

Com Fabinho Moreno de volta à função de coordenador técnico, o técnico Marcelo Oliveira comandou ontem o seu primeiro treinamento à frente da Ponte Preta, com a expectativa de um trabalho que termine com o tão sonhado acesso à Série A. Com o astral renovado, a Macaca viaja hoje para o Mato Grosso, onde enfrenta amanhã à noite o líder Cuiabá, na Arena Pantanal.

Convocação

Além da alegria pela vitória no Dérbi 197, o jovem meia Vinicius Zanocelo, de 19 anos, também celebrou a convocação para a Seleção Brasileira Sub-20, que se prepara para disputar o Sul-Americano de 2021, na Colômbia, em fevereiro do ano que vem.

A lista com 23 nomes foi divulgada na noite da terça-feira, pouco antes do apito inicial do jogo ente Ponte Preta e Guarani.

Esta é a segunda vez que Vinicius Zanocelo é chamado pelo técnico André Jardine. O atleta vai se apresentar à Seleção no próximo dia 21 e desfalcará a Ponte Preta até o dia 31 de outubro. (Gustavo Magnusson/AAN)

Escrito por:

Gustavo Magnusson/AAN