Publicado 07 de Outubro de 2020 - 11h02

Por Alenita Ramirez

Além das drogas, os policiais ainda encontraram máquina seladora, tambores, cadernos de anotações e outros objetos

Wagner Souza/AAN

Além das drogas, os policiais ainda encontraram máquina seladora, tambores, cadernos de anotações e outros objetos

Policiais militares desmantelaram na madrugada desta quarta-feira (7) uma refinaria de drogas localizada em uma casa alugada, na Vila Aeroporto, no distrito do Ouro Verde, em Campinas. Um homem de 26 anos foi presos e apreendido grande quantidade de drogas e apetrechos que demonstram que o local era ponto de fabricação e distribuição de entorpecentes.

Os policiais chegaram na casa, localizada na Rua Iraci, após a dona do imóvel pedir ajuda para a Polícia Militar (PM). Ela mora no mesmo terreno e acordou com barulhos e gritos na casa do inquilino e, com medo de ser uma invasão, ligou para o número de emergência da polícia. A mulher chegou a avistar duas pessoas deixando o local, deixando luz acessa, porta e portão abertos.

Uma viatura foi até o endereço, mas não encontrou ninguém. Ao verificar a casa, que estava revirada, foram achados dois tijolos de maconha, um tablete de pasta base de cocaína, haxixe e diversos pinos de cocaína e maconha prontos para serem comercializados. Além das drogas, os policiais ainda encontraram máquina seladora, tambores, cadernos de anotações e outros objetos usados na separação e embalagem da droga. Ninguém estava no imóvel, mas os policiais também encontraram em um dos cômodos, uma CNH em nome do morador da casa. Os agentes seguiram até a casa da mãe dele e o encontraram. “Ele não tem passagem criminal e disse que decidiu traficar após ficar desempregado”, contou o soldado Andrei Fernando.

Os policiais também encontraram na casa, diversos adesivos que seriam usados para classificar as drogas. Em alguns deles estava escrito a mensagem “Protegido contra corona”. “Foi a primeira vez que a equipe pegou drogas com esse adesivo de identificação. Porém, ele (suspeito) informou que estão utilizando para diferenciar dos demais traficantes”, comentou a soldado Regiane de Souza Munhoz Fernandes.

O homem, a droga e os apetrechos foram levados para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas.

Escrito por:

Alenita Ramirez