Publicado 08 de Outubro de 2020 - 14h14

Por AFP

Um ex-técnico de futebol britânico condenado como pedófilo reincidente recebeu sua quinta sentença por estupro e agressão sexual contra menores.

Barry Bennell, de 66 anos, treinou times juvenis em vários clubes, incluindo Crewe Alexandra (atualmente na 4ª divisão da Inglaterra), Manchester City e Stoke City.

O escândalo causado por seus ataques gerou uma onda de denúncias no mundo do futebol.

Em julho, ele se declarou culpado de três estupros e de seis episódios de atentado ao pudor contra duas pessoas entre 1979 e 1988. As vítimas tinham entre 11 e 14 anos na época dos fatos.

Nesta quinta-feira (8), Bennell foi condenado a mais quatro anos de prisão por nove acusações, que se somam a uma pena de 30 anos depois de ser condenado em 2018 por abuso sexual de 12 meninos treinados por ele entre 1979 e 1991.

Há dois anos, a polícia estimou que o ex-técnico de futebol pode ter feito mais de 100 vítimas.

Antes disso, Barry Bennell já havia passado 15 anos na prisão por outras três condenações por atos semelhantes, cometidos contra outras 16 vítimas.

Na esteira deste escândalo, muitos outros casos de abuso sexual e físico foram relatados no Reino Unido nas décadas de 1970 e 1980 de crianças em clubes de futebol. Mais tarde, alguns deles se tornariam estrelas internacionais.

jj-acc/psr/mr/tt

Escrito por:

AFP