Publicado 08 de Outubro de 2020 - 13h03

Por AFP

Livro de Êxodo 29-30. Jogada ao longe pela violência do choque, a Bíblia em alfabeto armênio, coberta de poeira, está aberta no chão, ao lado de candelabros virados.

Um buraco aberto na abóbada de pedra deixa passar um raio de sol que ilumina o desastre na nave.

A Catedral de Khazanchetsots (de Cristo Salvador) em Shushi, uma cidade histórica simbólica, muitas vezes referida como a "Jerusalém de Nagorno-Karabakh", foi duramente atingida nesta quinta-feira por um ataque no 12° dia de conflito entre separatistas armênios e forças azerbaijanas.

O Azerbaijão, cujas forças bombardeiam a cidade há dias, negou ter atingido o local de culto.

Por volta das 15h30 (8h30 de Brasília), três foguetes atingiram esta cidade, localizada em uma cordilheira com vista para a capital separatista Stepanakert, a cerca de 14 km de distância, observou um jornalista da AFP.

Um deles pousou no telhado da catedral, uma das igrejas mais famosas do mundo armênio, datada do século XIX, em seu transepto sul. Causou severos danos ao edifício.

"Eu estava chegando na igreja quando vi três foguetes no céu. Dois passaram, mas o terceiro atingiu o telhado", disse Zanyac Tigran, o jardineiro do local, de jaqueta de couro e calça militar.

"Meus joelhos ainda estão tremendo. É um milagre eu estar ileso", declarou o homem, visivelmente abalado, passando a mão pela barba de três dias.

No jardim plano que serve de átrio do monumento, pedaços da estrutura de madeira e do telhado de chumbo estão espalhados por toda a parte.

No interior, o cenário é de desolação. As pedras que caíram do teto estão amontoadas no chão coberto de poeira. Cerca de 15 metros acima das cabeças, um grande buraco - de dois a três metros de diâmetro - rasgou o teto entre as ogivas.

Os bancos nesta parte da nave foram esmagados, ou empurrados para trás, em direção ao centro do edifício.

O chão está coberto de cacos de vidro, lascas de madeira e tapetes sujos de entulho.

No coro, todos os objetos litúrgicos foram jogados do altar.

Uma espessa camada de cinzas cobre tudo, que toma o nariz e se mistura com um cheiro característico de explosivo.

Um homem acende uma vela, outro pega a Bíblia no chão para espaná-la e substituí-la no altar.

Escrito por:

AFP