Publicado 08 de Outubro de 2020 - 12h14

Por Estadão Conteúdo

O processo criminal por injúria e difamação movido pelo apresentador do reality show A Fazenda, da Record TV, Marcos Mion, contra o ator Théo Becker chegou ao fim nesta terça, 6. Diante da juíza Simone de Faria Ferraz, da 26ª Vara Criminal do Rio, os dois firmaram um termo de conciliação que encerra a ação aberta em janeiro.

Pelo ajuste, Théo Becker não poderá mais mencionar e apagará das redes sociais todas as postagens que incluam os nomes de Mion e de membros de sua família. Ele ainda publicará pedido de desculpas, bloqueando os comentários nas postagens.

Além disso, o ator fica impedido de fazer contato com o apresentador e seus parentes, devendo manter distância mínima de 300 metros da família.

Segundo Maíra Fernandes e Ricardo Brajterman, advogados de Mion, o acordo foi a saída escolhida pelo apresentador para encerrar o assunto sem mais desgaste. "O desejo dele era apenas cessar as ofensas, principalmente as que envolviam o filho Romeo. Alcançamos esse objetivo e a família Mion está feliz e aliviada", conta Maíra Fernandes.

Na época em que foi ajuizada a ação, o advogado Thomas Pasquali, responsável pela assessoria jurídica de Theo Becker, também havia informado que buscaria uma 'composição amigável'.

Mion resolveu recorrer à Justiça depois que Becker fez um post em que teria questionado a relação dele com o filho, que é autista. Romeo dá nome à Lei Federal 13.977, sancionada no início deste ano, que cria a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea). O apresentador é militante na causa: criou a Comunidade Pro Autismo e escreveu o livro A Escova de Dentes Azul, obra que explica o autismo para crianças.

Escrito por:

Estadão Conteúdo