Publicado 07 de Outubro de 2020 - 18h43

Por AFP

O Banco Central da Argentina (BCRA) conseguiu comprar dólares e aumentar suas reservas nesta quarta-feira pela primeira vez desde meados de setembro e, segundo fontes da autoridade monetária, acrescentou cerca de 20 milhões de dólares aos seus cofres.

Na segunda-feira, a redução temporária dos impostos sobre as exportações do poderoso setor agrícola e de mineração entrou em vigor para estimular as vendas e estimular a entrada de divisas no país. Grande parte da safra de grãos estava em estoque e não havia sido vendida.

As reservas internacionais brutas da Argentina na segunda-feira, os últimos dados disponíveis, eram de cerca de 41,172 bilhões de dólares, mas analistas estimam que as reservas líquidas estão em torno de 5 bilhões de dólares.

As reservas brutas caíram mais de 11 bilhões de dólares no ano passado, acelerando nos últimos meses, apesar dos controles cambiais muito rígidos.

Desde as maiores restrições para ir ao mercado de câmbio oficial em 15 de setembro, as reservas internacionais acumulavam até segunda-feira uma queda de 1.323 milhões de dólares desde aquela data.

ls/nn/mr/cc

Escrito por:

AFP