Publicado 07 de Outubro de 2020 - 11h53

Por AFP

Havana desmentiu, nesta quarta-feira (7), a libertação de dois médicos cubanos sequestrados há um ano e meio no Quênia, anunciada horas antes por uma fonte policial do país africano.

"Desminto as informações que circularam na madrugada de hoje (quarta-feira) sobre a suposta libertação dos dois médicos cubanos sequestrados, Assel Herrera Correa e Landy Rodríguez Hernández", tuitou o diretor de Imprensa, Comunicação e Imagem do Ministério das Relações Exteriores da ilha, Juan Antonio Fernández.

rd/mav/dga/tt

Escrito por:

AFP