Publicado 07 de Outubro de 2020 - 11h14

Por AFP

O julgamento de um russo pelo assassinato de um opositor checheno em Berlim, supostamente por ordem de Moscou, começou nesta quarta-feira (7) na capital alemã, um caso que pode piorar as já tensas relações entre Alemanha e Rússia.

Vadim Krasikov, também conhecido como Vadim Sokolov, é acusado de ter matado a tiros no verão de 2019 um georgiano da minoria chechena do país, de 40 anos e identificado como Tornike Kavtarashvili.

Ele pode ser condenado à prisão perpétua. O assassinato ocorreu em plena luz do dia no parque de Tiergarten, no centro de Berlim.

Segundo a Promotoria federal encarregada dos casos de terrorismo e espionagem, o acusado de 55 anos foi encomendado para "liquidar" o georgiano por causa de "organizações vinculadas ao governo central da Federação russa".

A Rússia nega estar envolvida e o suposto autor mantém silêncio sobre o ocorrido, deixando sua defesa nas mãos de seu advogado.

O caso aumenta as tenções nas relações entre Alemanha e Rússia há mais de um ano. Os atritos aumentaram após a denúncia de envenenamento do opositor russo Alexei Navalny, que está sendo tratado em Berlim.

Um tribunal especializado em assuntos que afetam a segurança do Estado do tribunal de Berlim está encarregado do julgamento, que durará pelo menos até o final de janeiro de 2021.

ilp/smk/erl/zm/grp/mb/aa

Escrito por:

AFP