Publicado 07 de Outubro de 2020 - 6h43

Por AFP

O organismo antimonopólio polonês Uokik anunciou nesta quarta-feira uma multa recorde de 6,45 bilhões de euros (7,58 bilhões de dólares) a Gazprom pela construção do gasoduto Nord Stream 2 entre a Rússia e a Alemanha.

As cinco empresas europeias que participam ao lado da Gazprom, principal nome do projeto, na construção do gasoduto também foram condenadas a uma multa global de 52 milhões de euros (61 milhões de dólares).

As empresas envolvidas são a francesa Engie Energy, as alemãs Uniper y Wintershall, a austríaca OMV e a anglo-holandesa Shell.

Em 2016, Uokik considerou que o Nord Stream 2 poderia atentar contra a livre concorrência e se negou a aprovar o consórcio. Dois anos depois, a agência abriu um processo contra as seis empresas envolvidas no projeto.

Nord Stream 2, originalmente programado para entrar em operação em 2020, é um gasoduto que deve dobrar as capacidades de entrega de gás russo do Nord Stream 1, operacional desde 2012, e garantir a segurança de abastecimento para a Europa Ocidental através do Mar Báltico.

bo/sw/mas/es-bl/fp

Escrito por:

AFP