Publicado 06 de Outubro de 2020 - 21h23

Por AFP

O espanhol Rafael Nadal, número 2 do ranking da ATP, derrotou o italiano Jannik Sinner (75º), por 7-6 (7/4), 6-4, 6-1, numa partida que terminou após a meia-noite desta terça-feira (em Paris), conquistando assim vaga nas semifinais de Roland Garros, onde enfrentará o argentino Diego Schwartzman (14º).

Apesar do horário tardio, da temperatura ligeiramente acima de 10ºC e de um primeiro set decidido por um "tie-break", o dono de 12 títulos no saibro parisiense venceu os dois seguintes com tranquilidade para avançar para sua 13ª semifinal em Roland Garros.

Depois de duas horas e 49 minutos de jogo (77 minutos do primeiro set), Nadal se classificou à fase seguinte à 1h30 da quarta-feira em Paris (20h30 pelo horário de Brasília). Nunca antes na história do Grand Slam francês uma partida terminou tão tarde.

Apenas duas vitórias separam o espanhol de seu décimo terceiro título na competição disputada na capital da França, o que lhe permitiria se igualar ao suíço Roger Federer como o tenista com mais títulos em torneios do Grand Slam.

A partida entre Nadal e Sinner começou tarde por conta das mais de cinco horas de disputa entre Schwartzman e o austríaco de Dominic Thiem, no outro confronto do dia das quartas de final.

O número 2 do mundo teve que se esforçar mais do que o esperado, especialmente no início, para superar um novato de 19 anos cujo rosto sem barba era a única coisa que denunciava sua idade.

Sinner se permitiu ter a esperança de se tornar o terceiro jogador a derrotar Nadal em Paris, mas a experiência do espanhol de 34 anos prevaleceu para a ele alcançar sua 98ª vitória em Roland Garros.

"Obrigado a todos que estão aqui, é muito tarde, com essas condições difíceis de hoje", disse Nadal do centro da quadra logo após o jogo para os apenas 400 espectadores que resistiram até o fim.

iga/erl/lca

Escrito por:

AFP