Publicado 06 de Outubro de 2020 - 20h03

Por AFP

O volante Bruno Guimarães afirmou nesta terça-feira (6), durante uma coletiva virtual, que suas boas atuações no Lyon motivaram sua primeira convocação à seleção brasileira.

"Para mim, estar aqui vestindo a camisa da Seleção, ainda mais pela primeira vez, é um sonho realizado. Sempre almejei isso, estou realizando um sonho meu, da minha família e dos meus amigos. Como sempre, espero poder dar o meu melhor", disse o atleta.

O jogador, de 22 anos, considera que seu bom desempenho no Lyon foi chave para chamar a atenção de Tite.

"Fizemos no Lyon uma Liga dos Campeões muito boa. Eram dez, 11 anos sem chegar nas semifinais, mas infelizmente não conseguimos o título", comentou.

Sobre o futebol francês, aonde chegou no ano passado, vindo do Athletico Paranaense, o descreveu como um futebol muito duro, muito físico.

Para ele, representar o Brasil no Mundial do Catar-2022 em busca do hexa significa jogar cada partida como se fosse uma Copa, entrar para ganhar.

O volante se colocou à disposição de Tite "para exercer qualquer função no meio-campo".

Douglas Luiz, meia do Aston Villa, também falou na coletiva e ressaltou a boa geração de volantes na Seleção.

"Nossa geração de meio-campistas é muito boa. Tem vários jogadores representando bem o país na Europa, como no Brasil", destacou.

Para garantir uma vaga entre os titulares, Douglas Luiz disse que terá que dar seu melhor "porque é uma safra de volantes absurda, são muitos volantes bons, é uma disputa muito boa e sadia".

A seleção brasileira começará na sexta-feira sua caminhada para o Mundial do Catar-2022, recebendo a Bolívia em São Paulo no primeiro jogo das eliminatórias sul-americanas.

Quatro dias depois, a enfrentará o Peru em Lima no segundo jogo do extenso torneio pré-mundial, que concede quatro vagas para a Copa do Catar e ao quinto colocado a possibilidade de uma repescagem com uma seleção de outro continente.

prb/js/ma/mvv/lca

Escrito por:

AFP