Publicado 06 de Outubro de 2020 - 11h13

Por AFP

O comércio mundial, uma das principais vítimas econômicas da pandemia da covid-19, está menos doente do que se imaginava, mas a recuperação será mais fraca do que o esperado pela Organização Mundial do Comércio (OMC).

A organização estima que o comércio internacional cairá "apenas" 9,2% em volume neste ano, contra uma projeção de queda de 12,9% em abril, em seu cenário mais otimista.

Esse número foi estabelecido apenas quatro meses após o início da pandemia, que já deixou mais de um milhão de mortos. Para 2021, a instituição espera uma alta de 7,2%, contra os 21,3% previstos na projeção de abril.

A OMC alertou contra os riscos negativos relacionados ao ressurgimento do vírus em algumas regiões, o que pode levar a novas medidas de confinamento.

A instituição considera ainda que "o ritmo de expansão pode diminuir assim que a demanda se esgotar, e os estoques da empresa tiverem sido repostos".

Tudo isso poderia "custar até 4 pontos percentuais do crescimento projetado no comércio de mercadorias em 2021", disse o vice-diretor-geral da OMC, Xiaozhun Yi, em entrevista coletiva.

Já a chegada de uma vacina no próximo ano pode agregar "até 3 pontos percentuais" ao aumento do comércio de mercadorias.

vog/apo/pcm/pc/mb/tt

Escrito por:

AFP