Publicado 06 de Outubro de 2020 - 10h43

Por AFP

Uma investigação por "fraude" e por "corrupção ativa e passiva no esporte" foi aberta em 1o de outubro devido à suspeita de manipulação de resultados em Roland Garros, informou nesta terça-feira a Promotoria de Paris.

Segundo o jornal alemão Die Welt e o esportivo L"Equipe, essas suspeitas dizem respeito a uma partida de dupla feminina entre as romenas Andreea Mitu e Patricia Maria Tig contra a russa Yana Sizikova e a americana Madison Brengle em 30 de setembro, na primeira rodada do torneio de tênis de Roland Garros.

Trata-se mais particularmente do quinto game do segundo set, um shutout vencido pela dupla romena após duas duplas faltas da russa Sizikova, de 25 anos e 89º no mundo.

Segundo l"Équipe, "grandes somas de dinheiro foram colocadas na vitória deste jogo pelas romenas em várias operadoras em diferentes países".

A investigação foi confiada ao Serviço Central de Corridas e Jogos (SCCJ), afirmou a Promotoria.

edy-mk/tib/swi/jg/sg/mr

Escrito por:

AFP