Publicado 05 de Outubro de 2020 - 13h43

Por AFP

A secretária de Imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, informou, nesta segunda-feira (5), que deu positivo no teste de covid-19, na sequência do anúncio de contágio do presidente Donald Trump na última sexta.

"Depois de dar negativo de maneira constante, inclusive todos os dias desde quinta-feira, dei positivo para covid-19 nesta segunda-feira de manhã sem experimentar sintomas", disse McEnany, em um comunicado, acrescentando que começará a quarentena e continuará trabalhando de forma remota.

Ela afirmou ainda que "nenhum repórter, produtor, ou membro da imprensa", aparece como contato próximo na lista dos serviços médicos da Casa Branca.

Cresceu, porém, a polêmica em torno dos cuidados da Casa Branca e da família Trump para evitar o contágio do novo coronavírus.

No domingo (4), a porta-voz do presidente deu uma entrevista coletiva ao ar livre na presença de jornalistas, sem máscara.

McEnany é o caso covid-19 mais recente no círculo fechado do presidente.

A lista inclui a primeira-dama, Melania Trump, e a assessora do presidente Hope Hicks, cujo resultado positivo para covid-19 na quinta-feira disparou alarmes.

Também estão infectados o gerente da campanha Trump 2020, Bill Stepien; a presidente do Comitê Nacional Republicano, Ronna McDaniel; a conselheira de Trump Kellyanne Conway; o ex-governador de Nova Jersey Chris Christie e três senadores republicanos (Mike Lee, de Utah; Thom Tillis, da Carolina do Norte; e Ron Johnson, de Wisconsin); além do ajudante pessoal de Trump, Nick Luna.

sms-ad/dga/tt

Escrito por:

AFP