Publicado 05 de Outubro de 2020 - 8h33

Por AFP

Um atentado contra um governador afegão deixou pelo menos oito mortos nesta segunda-feira (5) - anunciaram autoridades locais, no momento em que o presidente Ashraf Ghani viaja para o Catar para as negociações de paz em curso com os talibãs.

Um veículo carregado de explosivos colidiu com o comboio de Rahmatulá Yarmal, governador da província de Laghman (leste), causando 28 feridos.

"O governador estava a caminho de seu gabinete quando seu carro foi atingido. Quatro de seus seguranças e quatro civis foram mortos, e 28, feridos", disse à AFP o porta-voz do governador, Assadullah Daulatzai, acrescentando que o governador saiu ileso.

O porta-voz do Ministério do Interior, Tareq Arian, confirmou o ataque e disse que a maioria dos feridos era civil.

O atentado aconteceu no mesmo dia em que o presidente Ghani embarcou rumo a Doha para se reunir com as autoridades do Catar, três semanas após o início das negociações de paz entre o governo afegão e os talibãs.

As negociações, que começaram na capital do Catar em meados de setembro com o objetivo de encerrar o conflito de 19 anos no Afeganistão, foram paralisadas por divergências sobre como elaborar um código de conduta para enquadrar as negociações.

Adeptos da linha dura sunita, os talibãs insistem na adesão à escola hanafi de jurisprudência islâmica sunita. Os negociadores do governo temem, no entanto, que isso possa ser usado para discriminar os hazara, de maioria xiita, e outras minorias.

str-emh/ecl/mtp/es/zm/tt

Escrito por:

AFP