Publicado 17 de Setembro de 2020 - 8h53

Por Maria Teresa Costa


Divulgação

O prefeito Jonas Donizette (PSB) nomeou ontem Renato Mesquita secretário de Desenvolvimento Econômico, no lugar de Alexandra Caprioli que ocupava o cargo interinamente. Alexandra retorna à diretoria de Turismo da secretaria. Mesquita foi candidato a deputado federal em 2018 pelo PRP, partido incorporado ao Patriota no ano passado. Mesquita deixou a legenda esse ano, e se filiou ao PSL, partido que integra a coligação governista Dario Saadi (Repub)/Wanderlei Almeida.

Nova degola

Uma nova degola de comissionados do PSDB na Prefeitura foi publicada na edição de ontem no Diário Oficial, elevando para 24 os assessores da legenda dispensados na administração direta, após o partido fechar coligação com o PL, que tem Rafa Zimbaldi candidato a prefeito, e Anna Beatriz Sampaio, a Annabe, mulher do deputado federal Carlos Sampaio, candidata a vice. Já ocorreram exonerações nas empresas e autarquias municipais.

PDT

Surya Guimaraens foi escolhida ontem pelo PDT para ser candidata à vice na chapa encabeçada pelo ex-prefeito Helio de Oliveira Santos. Surya preside a Ação Mulher Trabalhista (AMT) por partido. Ela foi candidata à prefeita em 2016 pela Rede.

Vice

O PCdoB definiu ontem o nome do vice na chapa da candidata à prefeita de Campinas, Alessandra Ribeiro. Será o metalúrgico aposentado José Carlos Lourenço.

Candidatos

O PRTB de Campinas definiu o empresário Rogério Parada candidato a prefeito e Marco Antônio de Freitas Pires, candidato a vice nas eleições deste ano, em convenção realizada na noite de terça-feira.

PP

A segunda convenção do PP, determinada pela Justiça, foi tumultuada ontem, mas acabou mantendo a decisão anterior, de apoio à chapa majoritária Rafa Zimbaldi (PL)/ Anna Beatriz Sampaio (PSDB).

Aulas

Diretores do sindicato dos servidores municipais foram ontem a Prefeitura tentar reverte a decisão de retorno às aulas em parte da rede municipal a partir de 7 de outubro. Queriam falar com o prefeito, mas foram recebidos pelos secretários a de Educação Solange Pelice, Peter Panuto (Jurídico) e Marcos Lema (Relações Institucionais).

Contra

O sindicato, que é contra o retorno, afirma que a decisão foi tomada sem participação dos trabalhadores. Nova reunião foi marcada para amanhã, mas a Administração deixou claro que a decisão de retorno já está tomada.

Comércio do bem

Câmara vota hoje, em sessão remota, projeto do vereador Luiz Cirilo (PSDB) que institui no em Campinas programa Comércio do Bem, para autorizar entidades assistenciais que possuem declaração de utilidade pública a expor e comercializar produtos em espaços do município.

Cultura

Na pauta da sessão de hoje votação final dos projetos do prefeito Jonas Donizette que institui o Conselho Municipal de Política Cultural, cria o Sistema Municipal de Cultura de Campinas e o Plano Municipal de Cultura.

Troca

O prefeito de Vinhedo, Jaime Cruz, fez mudança na Secretaria de Assistência Social, que está agora sob o comando de Bruna Bonini, que atuava como secretária-executiva da pasta. Ela substitui Eduardo Galasso.

Americana

O ex-deputado Chico Sardelli (PV) é candidato a prefeito de Americana e tem como vice na chapa, o vereador Odir Demarchi (PL). A chapa majoritária foi homologada em convenção realizada ontem.

Sumaré

O prefeito de Sumaré, Luiz Dalben (Cidadania) e o vice-prefeito Henrique Stein Sciascio (Repub) são candidatos à reeleição em novembro.

Hortolândia

O vereador Edivan Campos Albuquerque (Rede) é candidato a prefeito de Hortolândia e o empresário Eduardo Ricatto (Patriota) será o vice. Já o PSOL vai de chapa pura, com a professora Eliane Garcia à prefeitura e do professor Mário Klettemberg a vice.

Reforma

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP), presidida pelo prefeito Jonas Donizette (PSB)m fechou apoio ao Simplifica Já (Emenda 144 à PEC 110/2019) na reforma tributária. O posicionamento, pactuado ontem durante 78ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos, será apresentado hoje em audiência pública no Congresso. Em carta aprovada pelos prefeitos durante a reunião, os gestores municipais também reivindicam que nos próximos 30 anos a participação dos governos locais nas receitas disponíveis seja de, pelo menos, 30%, atualmente é de 20%.

Escrito por:

Maria Teresa Costa