Publicado 24 de Setembro de 2020 - 7h20

Por Maria Teresa Costa

O programa de governo que Pedro Tourinho (PT), candidato a prefeito de Campinas, vai defender na campanha eleitoral está sob a coordenação do diretor da Escola de Gestão Pública de Hortolândia, Carlos Maldonado, e foi construído de forma participativa, segundo o presidente do partido, Carlos Orfei. Cerca de 500 militantes e especialistas de diversas áreas fizeram o programa durante 90 dias em plataformas de vídeo conferência, divididos em 21 grupos temáticos, além de discussões nas redes sociais.

Registro de candidaturas

Quatro candidatos a prefeito de Campinas nas eleições de novembro ingressaram com pedido de registro de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) - Dario Saadi (Repub),André Von Zuben (Cidadania), Helio de Oliveira Santos (PDT e Laura Leal (PSTU). Onze partidos requisitaram registro de candidatos à Câmara Municipal. Até a tarde de ontem, o TSE recebeu pedido de onze partidos, para 444 candidatos a vereadores.

Equipe

O ex-secretário de Planejamento de Campinas, Fernando Pupo, está na coordenação do plano de governo que Alessandra Ribeiro, candidata do PCdoB a prefeita de Campinas, vai defender na campanha eleitoral. Integram o grupo Denise Teijeiro e Carlos Artioli.

PV

O programa de governo do candidato do PV, Rogerio Menezes, a prefeito de Campinas, está sob coordenação do professor do Cotuca, Jodir Pereira da Silva. Segundo Menezes, mais de 50 técnicos, muitos de forma anônima, e lideranças participaram das lives que discutiram propostas. Os 47 candidatos do partido e cerca de 500 pessoas também fizeram propostas ao plano que defenderá na campanha eleitoral.

Nomeação

O prefeito Jonas Donizette (PSB) nomeou ontem Marcos Antonio Malachias Junior, para o cargo de subprefeito do Campo Grande. Ele ocupava o cargo de assessor na Secretaria de Serviços Públicos

Código de Trânsito

Para o prefeito Jonas Donizette, as alterações no Código Brasileiro de Trânsito aprovadas pelo Congresso são bem-vindas, mas é preciso cautela para não se tornarem permissivas com as infrações e resultarem em mais acidentes.

Sinal Vermelho

Segundo Jonas, a liberação de avançar o sinal vermelho para a conversão à direita pode causar muitas mortes entre os pedestres. "Um número que já é grande no Brasil, especialmente entre os idosos, que naturalmente têm mais dificuldade de locomoção", afirmou.

Elogios

O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB), que tem base eleitoral em Campinas, rasgou elogios ao novo presidente do STF, Luiz Fux, que anunciou projetos de combate à corrupção que vão desde a criação de varas colegiadas até a gestão de bens apreendidos em razão da prática desses ilícitos. "Medidas efetivas que demonstram que a presidência de Fux, no STF, será marcada pelo combate incessante à corrupção", disse.

Antes tarde do que nunca

Desde 1991, anualmente, ocorre a Operação Estiagem, mas até agora não havia um mecanismo que atingisse o bolso de quem faz queimadas na cidade. O diretor da Defesa Civil, Sidney Furtado, disse que a aplicação de multas sempre foi uma lacuna na legislação. Quase 30 anos depois, projeto chegará à Câmara hoje, para proibir queimadas na cidade e multas que variam R$ 723,20 a R$ 18 mil para os infratores. Este ano foram registrados 214 focos de incêndio em Campinas. No ano passado, foram 142.

Maria Teresa Costa, jornalista

Escrito por:

Maria Teresa Costa