Publicado 24 de Setembro de 2020 - 8h08

Carlos Roberto I. Souza, Carta do Leitor

Divulgação

Carlos Roberto I. Souza, Carta do Leitor

Temos 790 mil segurados aguardando os ilustres “peritos” dignarem-se a trabalhar. Quando o corporativismo dos funcionários públicos vai acabar? A tímida reforma administrativa não vai mudar em nada essa baderna. Tem que mudar essa famigerada “estabilidade do funcionalismo”. São só 790 mil famílias dependendo deles! A direção do INSS precisa suspender os faltosos sem remuneração e contratar médicos temporários urgentemente, aqueles que enfrentaram a pandemia com altivez e perseverança. Aqueles corajosos, que atendiam pelo SUS os doentes da Covid; vamos deixar os covardes sem receber por vários meses, pois eles não têm vergonha nenhuma de receber sem trabalhar.

Carlos Roberto I. Souza, Engenheiro Civil, Campinas