Publicado 14 de Setembro de 2020 - 16h06

Por Maria Teresa Costa/AAN

Alunos que continuarem em quarentena não serão reprovados

Cedoc / RAC

Alunos que continuarem em quarentena não serão reprovados

A rede municipal de ensino retomará as aulas a partir de 7 de outubro apenas para o 5º e 9º anos do ensino fundamental. O retorno, no entanto, será facultativo para esses alunos. Também estão autorizados a retomar as aulas presenciais os cursos profissionalizantes e a Escola de Jovens e Adultos (EJA) – nesse caso, vetada a presença de pessoas com mais de 60 anos e com comorbidades. Alunos que continuarem em quarentena não serão reprovados. A equipe pedagógica fará a avaliação da situação de cada aluno, para a reposição em 2021.

Alunos do ensino infantil municipal só retomarão as aulas no próximo ano. O prefeito informou que o retorno na rede particular e estadual para qualquer faixa etária será facultativo e cada uma terá que adotar as regras sanitárias. As que retomarem terão que seguir as regras de distanciamento, uso de máscara, álcool gel, aferição de temperatura.

Decreto que será publicado amanhã prorroga o início das aulas para 7 de outubro, vetando, assim, a retomada antes disso, mesmo para atividades de reforço. A decisão de proibir o retorno na rede municipal antes de outubro ocorreu com base na consulta à comunidade, onde mais 80% dos pais e responsáveis informaram que não enviarão os filhos às escolas.

“Há muita insegurança dos pais e profissionais em relação ao retorno. Ouvimos os pais, responsáveis, profissionais de educação e com base nisso, estou autorizando o retorno apenas do 5º e 9º”, disse.

Solange Villon Kohn Pelicer, secretária de Educação, afirmou que nenhum aluno será reprovado, e quem optar pode seguir com as atividades na plataforma disponibilizada pela prefeitura

Solange Villon Kohn Pelicer, secretária de Educação, afirmou que nenhum aluno será reprovado, e quem optar pode seguir com as atividades na plataforma disponibilizada pela prefeitura.

O retorno às aulas terá que seguir protocolos rígidos. As carteiras serão separadas com distância de 1,5 metros; alunos terão a temperatura aferida na entrada; haverá álcool em gel para higienização das mãos e mochila na entrada. Um kit com máscara, álcool em gel e garrafa para consumo de água será distribuído aos alunos da rede. Equipes farão a limpeza diária das unidades e entre as turmas e os estudantes receberão pratos prontos para a alimentação. No transporte escolar, as turmas serão reduzidas e haverá limpeza dos veículos a cada viagem.

Pelo Plano SP de retomada, a volta às aulas será feita por sistema de rodízio definido pelas próprias escolas e dividida em três fases de retomada. Na primeira, somente 35% dos alunos de cada classe poderão frequentar as escolas a cada dia. Ou seja, em um dia vai um grupo, em outro dia, vai outro. Na segunda fase: até 70% dos alunos poderão frequentar as escolas a cada dia e na terceira, 100%.

Escrito por:

Maria Teresa Costa/AAN