Publicado 14 de Setembro de 2020 - 15h58

Por Agência Anhanguera de Notícias


Cedoc / RAC

Seis meses depois do primeiro caso de contaminação, ocorrido no dia 13 de março - Campinas registrou cinco óbitos nas últimas 24 horas e atingiu nesta segunda-feira (14) a marca de 1.125 mortes pelo novo coronavírus. Segundo dados divulgados pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) em entrevista coletiva on-line no meio da tarde, Campinas chega a 30.345 casos confirmados da doença desde meados de março. Outros 14 óbitos ainda estão em investigação, assim como outros 544 casos suspeitos estão sendo analisados.

Segundo o balanço da Secretaria de Saúde, Campinas conta hoje com 323 pessoas internadas com Covid-19 e outras 169 em isolamento domiciliar. Campinas registra também, 28.728 pessoas recuperadas da doença.

1º Caso

O primeiro caso de Covid em Campinas foi de uma estudante do 4º ano de Medicina da faculdade São Leopoldo Mandic de Campinas, no dia 13 de março deste ano. Naquele mesmo dia, a Prefeitura informava que outros cinco casos de coronavírus aguardavam a contraprova já que tinham apresentado resultado positivo num primeiro exame. A cidade fecharia aquele dia com 35 casos suspeitos.

A estudante contaminada pelo vírus morava em São Paulo, mas passava a semana em Campinas, onde estudava. Ela contou à época que tinha estado num casamento da irmã da blogueira Gabriela Pugliesi, que foi contaminada e teve confirmação também de várias pessoas infectadas.

O casamento foi realizado em Itacaré, no Sul da Bahia, no começo do mês de março. A blogueira e as pessoas infectadas devem ter recebido o vírus de um convidado do casamento, que esteve em viagem a Aspen (EUA) no período do Carnaval, que foi o primeiro paciente da festa a ter o diagnóstico positivo para o coronavírus, dia 11 passado.

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias