Publicado 14 de Setembro de 2020 - 14h51

Por Alenita Ramirez

Depois de resgatado, o ouriço cacheiro, de mais ou menos três anos (adulto) e aproximadamente 800 gramas, foi reintroduzido em uma área de mata nativa na região

Divulgação

Depois de resgatado, o ouriço cacheiro, de mais ou menos três anos (adulto) e aproximadamente 800 gramas, foi reintroduzido em uma área de mata nativa na região

Uma família de Louveira encontrou um ouriço cacheiro entre vasos de plantas, no jardim de uma casa, no Parque das Videira, na tarde deste domingo (13). Os moradores acionaram a Polícia Ambiental, que fez o resgate do animal.

Depois de resgatado, o ouriço cacheiro, de mais ou menos três anos (adulto) e aproximadamente 800 gramas, foi reintroduzido em uma área de mata nativa na região.

De acordo com o cabo da Polícia Ambiental de Campinas, Edison Ricardo Almeida Souza Guimarães, o ouriço estava no interior da residência, dentro de um jardim, e provavelmente saiu de uma mata existente nas proximidades do bairro. Ele esclareceu que essa espécie de animal, embora de temperamento dócil, pertence à fauna silvestre, sendo reconhecida por seus espinhos, que revestem todo o corpo exceto o focinho e ventre. Normalmente tem cerca de seis mil espinhos, de 2 a 3 centímetros, que cobrem o dorso e os flancos do seu corpo. “O ouriço não lança os espinhos nas pessoas. Como defesa, se uma pessoa encosta, ele solta o espinho e se acaso a pessoa venha se ferir com o espinho do animal, tem que fazer uma incisão, pois ele penetra na pele e cria infecção”, disse Guimarães.

Segundo os policiais ambientais, foram necessárias técnicas e conhecimentos especializados para resgatar o animal, que estava apenas desorientado e sem sinais de ferimentos.

Escrito por:

Alenita Ramirez