Publicado 14 de Setembro de 2020 - 11h43

Por Maria Teresa Costa

Rafa Zimbaldi (PL)

Cedoc / RAC

Rafa Zimbaldi (PL)

Indefinido sobre o caminho que irá tomar nas eleições deste ano, a executiva do PSDB de Campinas faz reunião a tarde para deliberar se o partido fará coligação com a chapa majoritária encabeçada por Dario Saadi (Repub) ou Rafa Zimbaldi (PL). A possibilidade de o partido apoiar a candidatura de Zimbaldi, inclusive compondo a chapa majoritária como vice, é grande.

O PSDB integra o governo do prefeito Jonas Donizette (PSB) desde as eleições de 2012, quando Henrique Magalhães Teixeira, hoje no PV, foi eleito vice-prefeito. As articulações estão sendo comandadas pelo deputado federal Carlos Sampaio. Na semana passada, ele se reuniu com diretores e assessores da legenda que integram o governo, e também conversou com a executiva, mas, segundo ele, até sábado, não havia um consenso.

As candidaturas de Dario e Zimbaldi foram homologadas ontem, em convenções municipais. Dario será candidato a prefeito e o ex-secretário de Jonas, Wanderlei Almeida (PSB), vice. Na convenção do PL, a candidatura de vice ficou aberta, à espera de uma definição dos tucanos. O Podemos, que integra a coligação com o PL, indicou o vereador Campos Filho para ser o vice de Zimbaldi.

O PSDB sondou alguns nomes para indicar a vice na eventual coligação com o PL, entre eles, o presidente local da legenda, o vereador Jorge da Farmácia, que, segundo fontes, declinou do convite.

Escrito por:

Maria Teresa Costa