Publicado 12 de Setembro de 2020 - 10h40

Por Gilson Rei

Investimentos em tecnologia e informação explicam excelente resultado

Divulgação

Investimentos em tecnologia e informação explicam excelente resultado

Jaguariúna foi apontada — pela segunda vez consecutiva — como a cidade brasileira mais inteligente e conectada dentre as que possuem de 50 mil a 100 mil habitantes. Este foi o resultado do ranking Connected Smart Cities 2020, promovido pela consultoria Urban Systems, divulgado nesta semana.

A cidade também subiu sete posições na classificação geral, que considera o resultado de todos os municípios brasileiros pesquisados. Jaguariúna passou da 24ª posição, em 2019, para a 17ª do País, neste ano, ficando à frente de algumas capitais, como Salvador, Fortaleza e Goiânia.

Vale destacar que Campinas ficou na quarta colocação na classificação geral, à frente de Jaguariúna. Dentre os 20 municípios da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o levantamento revela que Campinas lidera na quarta posição do País, seguida por Jaguariúna (17ª.); Vinhedo (21ª); Paulínia (37ª.); Indaiatuba (43ª) e Americana (47ª).

Os dados do ranking mostram também que Jaguariúna é a única cidade com menos de 100 mil habitantes a figurar entre os 20 municípios mais inteligentes e conectados do Brasil. No Estado, a cidade foi classificada na sexta posição neste ano, outra melhoria no desempenho, pois foi nona no ano passado.

A edição 2020 do Ranking Connected Smart Cities coletou informações de todos os municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes, totalizando 673 cidades, sendo 48 com mais de 500 mil habitantes; 274 cidades entre 100 mil e 500 mil habitantes; e outras 351 cidades com 50 mil a 100 mil habitantes.

O estudo leva em consideração 70 indicadores que têm relação com mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia.

Gustavo Reis, prefeito de Jaguariúna, comemorou o resultado e destacou a importância de manter os investimentos feitos nos últimos anos na área de tecnologia e informação para a cidade continuar avançando. “É também um grande estímulo e um grande desafio para manter os investimentos em tecnologia e inovação e conseguir resultados ainda melhores”, disse o prefeito.

O ranking das 20 cidades do País (Geral) foi: São Paulo; Florianópolis; Curitiba; Campinas; Vitória; São Caetano do Sul; Santos; Brasília; Porto Alegre; Belo Horizonte; Niterói; Rio de Janeiro; Barueri; Campo Grande; Recife; Balneário Camboriú; Jaguariúna; Itajaí; Blumenau; e São José dos Campos.

Campinas fica na 4ª posição da lista geral 

O Connected Smart Cities, colocou Campinas na quarta colocação no ranking das cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil. No ano passado, Campinas tinha sido eleita a mais conectada. Referência em tecnologia e com um dos maiores volumes do Produto Interno do Brasil (PIB), a cidade se classificou no 2º lugar na categoria Região Sudeste e Economia; e na 3ª posição em Empreendedorismo e Tecnologia e Inovação.

Campinas conquistou, ainda, o 2º lugar na categoria Região Sudeste e Economia; 4º em Cidades com mais de 500 mil habitantes; 3ª posição em Empreendedorismo e tecnologia e Inovação; e 5ª em Governança. O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, destacou que adotou diretrizes para nortear nos próximos dez anos a transformação em uma cidade inteligente, humana e sustentável. 

Escrito por:

Gilson Rei