Publicado 21 de Setembro de 2020 - 16h11

Por Estadão Conteúdo

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) adiou o julgamento, previsto para esta terça-feira 15, de um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) para suspender a investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro envolvendo um esquema de "rachadinhas" (devolução de parte do salário de assessores) no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa fluminense. A Corte ainda não definiu nova data para que a solicitação seja apreciada pela Quinta Turma.

Escrito por:

Estadão Conteúdo