Publicado 14 de Setembro de 2020 - 14h21

Por AFP

Um "espião" americano, além de sete venezuelanos detidos, incluindo um militar, será acusado de "terrorismo" depois de ter sido vinculado a um ataque fracassado a instalações petrolíferas, anunciou nesta segunda-feira o procurador-geral da Venezuela, Tarek William Saab.

"Todos os cidadãos venezuelanos serão acusados dos crimes de traição, terrorismo, tráfico ilícito de armas e associação, enquanto o cidadão dos Estados Unidos será acusado dos crimes de terrorismo, tráfico ilícito de armas e associação (para cometer um crime)", disse Saab em declarações transmitidas pela televisão do governo após as prisões feitas entre sexta-feira e o fim de semana.

mbj/gma/cc

Escrito por:

AFP