Publicado 14 de Setembro de 2020 - 8h51

Por AFP

O ex-chefe do governo italiano Silvio Berlusconi, hospitalizado desde 3 de setembro por uma infecção pulmonar causada pela covid-19, deixou o hospital San Raffaele de Milão (norte) nesta segunda-feira.

"Foi um teste difícil, mas graças a Deus e aos médicos do San Raffaele passei neste teste, talvez o mais perigoso da minha vida", disse Berlusconi em uma breve declaração à imprensa em frente ao hospital.

"Obrigado a todos que estiveram perto de mim", declarou o ex-primeiro-ministro, que podia se locomover sem problemas, mas tinha uma voz ligeiramente rouca.

O "Cavaliere", que completará 84 anos em 29 de setembro, anunciou em 2 de setembro que havia contraído a covid-19. Três de seus filhos e sua nova parceira também testaram positivo.

Berlusconi foi hospitalizado como "um paciente de risco devido à idade e patologias anteriores", explicou o professor Alberto Zangrillo, chefe do serviço de terapia intensiva deste hospital de Milão, que acompanhou pessoalmente o magnata.

glr/ljm/cac/es/mar/mr

Escrito por:

AFP