Publicado 14 de Setembro de 2020 - 6h31

Por AFP

Os dois candidatos partidários de Alexei Navalny foram eleitos para o Parlamento municipal de Tomsk, cidade onde o líder opositor foi supostamente envenenado durante a campanha eleitoral.

Andrei Fateev e Ksenia Fadeeva venceram em duas circunscrições, de acordo com os dados preliminares da Comissão Eleitoral Regional.

Porém, o Rússia Unida, partido que apoia o presidente Vladimir Putin, foi o mais votado nesta cidade da Sibéria de 500.000 habitantes, com 24,46% dos votos, muito longe, no entanto, dos 52,27% obtidos nas eleições de 2015.

Navalny, 44 anos, viajou a Tomsk no fim de agosto para concluir uma investigação sobre a corrupção da elite local e apoiar os candidatos ligados a seu movimento nas eleições de 13 de setembro.

Quando estava a bordo do avião que o transportava de volta a Moscou, Navalny passou mal, o que forçou um pouso de emergência em Omsk, oura cidade da Sibéria.

Apesar da hesitação dos médicos russos, a família de Navalny conseguiu organizar sua transferência para a Alemanha, onde foi diagnosticado um envenenamento com uma substância do tipo Novichok, um agente que ataca o sistema nervoso e que foi desenvolvido na época soviética com fins militares

"Penso que todos entenderão que vencer em Tomsk era uma questão de princípios depois do que aconteceu", escreveu no Twitter Ksenia Fadeeva.

bur/alf/tbm/mar/zm/fp

Escrito por:

AFP