Publicado 13 de Setembro de 2020 - 8h31

Por AFP

O Irã adiou o novo julgamento, previsto para começar neste domingo, de Nazanin Zaghari-Ratcliffe, uma mulher com cidadania britânica e iraniana detida em Teerã e acusada de sedição, anunciou seu marido.

"Sim, a audiência foi adiada", afirmou Richard Ratcliffe à AFP em Londres. O advogado recebeu a informação de que "o caso não seria julgado hoje", completou.

Nazanin Zaghari-Ratcliffe, de 41 anos, passou mais de quatro anos em uma penitenciária ou em prisão domiciliar desde que foi detida na capital iraniana em abril de 2016, quando visitava parentes com sua filha pequena.

O site da televisão estatal iraniana Iribnews informou na terça-feira que ela e seu advogado haviam sido notificados sobre uma nova acusação, sem revelar detalhes ou a data do julgamento.

Ratcliffe afirmou na semana passada que deveria comparecer ao tribunal neste domingo e que estava "cada vez mais claro" que estava sendo retida como "refém".

Zaghari-Ratcliffe, que trabalhava para a Fundação Thomson Reuters, o braço filantrópico do grupo de comunicação, negou a acusação de sedição, mas foi condenada e detida durante cinco anos.

jit/wdb/pc/me/fp

Escrito por:

AFP