Publicado 11 de Setembro de 2020 - 18h51

Por AFP

Após cinco semanas de descanso já é hora de voltar. Depois de uma pausa especialmente curta entre as temporadas, a Premier League 2020-2021 começa neste sábado, mais uma vez marcada pela ameaça da pandemia de covid-19 e com uma competição emocionante entre os clubes.

Não será necessário que esperar muito para desfrutar de duelos atraentes, já que na primeira rodada, no sábado o campeão Liverpool recebe o recém-promovido Leeds United do técnico Marcelo Bielsa. Isso sem falar no confronto entre Tottenham e Everton de domingo.

O Liverpool, campeão da Premier League na última temporada pela primeira vez em três décadas, terá pela frente o vencedor da segunda divisão. Jürgen Klopp contra Marcelo Bielsa, em um duelo de estrategistas de alto nível.

Os "Reds", pouco ativos no mercado de transferências, vão tentar mostrar que o seu compromisso com a continuidade está correto.

E com 19 títulos de campeão inglês em sua história, tentará se igualar ao Manchester United, que venceu a competição 20 vezes e lhe roubou a liderança em 2011.

O jogo entre Tottenham e Everton vem como um teste para duas equipes com grandes aspirações nesta temporada.

O Tottenham vem se reforçando em seus pontos fracos, no meio de campo com o dinamarquês Pierre-Emile Hojberg, e na defesa com o irlandês Matt Doherty, que deve dar consistência à equipe de José Mourinho.

Na frente estará o Everton de Carlo Ancelotti, que mira as posições europeias, após ter contratado o brasileiro Allan (do Napoli), James Rodríguez (do Real Madrid) e Abdoulaye Doucouré (do Watford).

O Chelsea também está atraindo a atenção, tendo gastado 200 milhões de euros (US$ 237 milhões) em reforços, entre eles o atacante alemão Timo Werner, que estava no RB Leipzig. O primeiro desafio do time londrino será na segunda-feira contra o Brighton.

Os dois clubes de Manchester não jogam neste fim de semana e vão estrear no campeonato na segunda rodada, para ter um tempo extra de descanso após suas participações nos torneios europeus em agosto.

O clima esportivo é, portanto, de emoção máxima em uma temporada que se mostra aberta, mas ninguém consegue deixar de pensar na pandemia.

Inicialmente, foi cogitado um possível retorno progressivo da torcida aos estádios.

O Brighton recebeu o Chelsea em um amistoso com 2.500 torcedores espalhados pelo estádio e o Tottenham propôs 8.000 torcedores na primeira rodada.

No entanto, o aumento de casos de covid-19 no Reino Unido acabou com essas esperanças e o veto público permanecerá em vigor.

Escrito por:

AFP